quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Relatos de um início de semana


Eleições aconteceram. Sei que voltarão no segundo turno – ao menos por aqui. Surpresas são sempre bem-vindas. A gente se acostuma a elas. Difícil largar. Telefone toca. Precisam de mim no Tribunal Eleitoral. Prometo passar por lá. Palmas cantam lá fora. Duas vizinhas vêm tirar dúvida sobre pensão alimentícia. Como sempre, conversamos mais um pouco. Qualquer assunto vale. Algumas coisas são necessárias. Outras, nem tanto. Diria, apenas conectivas. Que importa? O sol, parece, está sombrio e tímido. Agora, que falei, sumiu de vez. Chuva chega, chegando. Lástima encontrar biscoitinhos de goiabinha quase acabando e muitos cacófatos por aqui. Deixa estar, a palavra pode aguardar o grande encontro consonantal que preciso. Ele virá ou não? Será que ainda sente alguma coisa ou não? Perguntas e respostas gramaticais. Nada a ver com a sintaxe. Duas mensagens no celular, cada uma no seu núcleo significativo. Sorrisos acentuados como quem não quer nada. De repente, tudo muda. A notícia é uma bala: um antigo vizinho faleceu. Ele se foi antes do trema. Pena da letra, tadinha, desolada pela perda dos dois pontinhos. A viúva também perdeu seus pontinhos. Não posso fazer nada. Por ambos. Infelizmente. Tem coisas às quais não me acostumo jamais. O incômodo é uma delas. Ninguém se habitua ao incômodo. Eu, à injustiça. O tempo, à mudança. A vida, ao acaso. A má sorte, ao felizardo. O padrão, à diferença. Eu quero meus dois pontinhos. Sou uma letra, um umbigo, uma co-história, qualquer que seja desde que sejam próprios. Como meu nome do primeiro ao último termo.

7 comentários:

Serginho Tavares disse...

quero o trema e não quero a reforma. quero você e estou com sono. não é você que me dá sono. sou eu que acordei cedo demais!
te adoro

espero que dessas mensagens saiam convites que se realizem em coisas muito agradáveis!

beijos

Pastor Márcio Retamero disse...

Delícia de Blog! É como um prato lotado de brigadeiros. Eu venho aqui, como e saio saciado!

Grande beijo!

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Serginho: Hehehe! Você pode querer o trema, mas, trema, ele avisa que sairá de vez em 2012...

Agora, meu querido, vá descansar. Sei que estás precisando...

Beijão!

Marcio Retamero: Hã?! Você por aqui?! Que alegria! Um amigo com sua perspicácia e seu envolvimento nas causas sociais brinda em forma de "post" este e qualquer 'post' por aqui!

Fico feliz que estas pequenas notas de bolso lhe tragam algum nutriente no pensar-sentir!

Beijão, Marcinho!

...

mãezinha,anna maria disse...

Bom dia meu filho.
Ontem eu li seus textos,mas o sono estava muito e por isto deixei para comentar hoje pela manhã.
Quanto às eleições aqui em BH também haverá 2º turno,só que eu não estarei por aqui,vou justificar.Achei melhor assim.
Quanto a chamarem você novamente,é claro,precisam de gente competente e responsável,aí lembram do meu filhote lindo,RICARDO.
Hoje estamos sem sol,o tempo meio nublado com cara de chuva.
Amanhã devo viajar com chuva ou quem sabe,não vai chover.
Um beijo grande nesse coração cheio de ternura e amor filial.
Te amo muito.
Su madrezita, ANNA MARIA

Alone disse...

Isso que dizer que você está vivo, trabalho em um Hospital, eu perdi um pouco dessa essência de não sentir nada com a morte e a dor alheia, isso é triste!

Saudades daqui moço, dei uam sumidinha, mas agora voltei com tudo! (rs) Td bem!?

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Madrezita: Conforme acabei de dizer pra ti pelo telefone, repito, faça uma boa viagem!

Beijo grande e -- desde já -- saudoso!

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Alone: Tudo bem!

Que bom que voltou, rapaz! Voltou e deixou tuas marcas por aqui, que bom!

Não pense ser triste o não sentir, pior é o não-se-importar. No teu caso, é não-sentir se importanto!

...

Related Posts with Thumbnails