terça-feira, 23 de setembro de 2008

Sobre tempo e jabuticabas


Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui pra frente do que já vivi até agora. Sinto-me como aquela menina que ganhou uma bacia de jabuticabas. As primeiras, ela comeu displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço. Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados. Não tolero gabolices. Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte. Já não tenho tempo para projetos megalomaníacos. Não participarei de conferências que estabeleçam prazos fixos para reverter a miséria do mundo. (...) Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos. Não quero ver os ponteiros do relógio avançando em reuniões de “confrontação”, onde tiramos fatos a limpo. Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral. Lembrei-me agora de Mário de Andrade que afirmou: “as pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos”. Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa...

Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados, e deseja tão somente andar ao lado de Deus. Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade, desfrutar desse amor absolutamente sem fraudes, nunca será perda de tempo. O essencial faz a vida valer a pena.


Nota: Extraído do Jornal “Extra” (RJ). Recebi de presente de uma amiga. Detalhe: presente que me chegou como um pedaço do jornal sem data, cortado a mão. “- É seu, guardei pra você porque sei que gostará”, disse-me. Após a leitura, sorri e respondi: Verdade. Tanto gostei que hoje mesmo colocarei no meu blog.

Nota de última hora: Coincidência ou não (prefiro dizer “sintonia”), mi Madrezita tinha me enviado um e-mail nesta mesma noite com a mesma sugestão para o blog. Ela havia retirado do Jornal Opinião, por sinal, muito bom. Portanto, a essas duas mulheres em absoluta sintonia dedico este post.

2 comentários:

mãezinha, anna maria disse...

Bom dia meu filho, que coisa mais engraçada, ontem a noite eu mandei esta mensagem para você, retirada do Jornal Opinião (católico), mandei um torpedo dizendo que havia mandado 2 e-mails para você, sendo que um estava em anexo este texto e 2 fotos, inclusive coloquei um lindo pé de jaboticaba e agora venho por aqui e encontro o mesmo texto enviado por uma amiga sua. Que bom, está sintonizado mesmo.
Um beijo grande,
Madrezita

P.S. Se quiser pode apagar este comentário pois achei que por aqui você ia ler mais rápido e saber o que mando.

mãezinha, anna maria disse...

Obrigada meu lindo, pela dedicatório desse artigo. Como recebo o Jornal Opinião todas as semanas, gosto sempre de ler e tirar tudo aquilo que é bom, aproveitável e te mandar pois sei que gosta de apreciar.
Obrigada também por me ouvir, me fez bem.
Vou te escrever agora, apesar de já ser quase meia noite.

Beijos cheios de ternura maternal.
Su madrezita, ANNA MARIA

Related Posts with Thumbnails