domingo, 14 de setembro de 2008

La vie à l’Edith Piaf


"-Qual é a sua cor preferida?
-Azul
-Qual é o seu prato preferido?
-Carne enrolada.
-Aceitaria viver comportada, Sra. Piaf?
-É o que já faço.
-Quais são seus amigos mais fiéis?
-Meus verdadeiros amigos são todos fiéis.
-Se não pudesse mais cantar?
-Eu não viveria.
-Tem medo da morte?
-Menos do que da solidão.
-Costuma rezar?
-Sim, pois acredito no amor.
-Qual é a mais bela lembrança da sua carreira?
-Cada vez que a cortina se levantava.
-A mais bela lembrança como mulher?
-O primeiro beijo.
-Ama a noite?
-Sim, com muitas luzes.
-E a madrugada?
-Com um piano e amigos.
-À noite?
-É que para nós é a madrugada.
-Se fosse dá um conselho à uma mulher, qual seria?
-AME
-A uma jovem?
-AME
-A uma criança?
-AME"


Nota: Esta veio como inspira-AÇÃO nas palavras de um amigo arretado. Mais uma vez, como já ocorrido, ele saberá. Bom final de semana a todos. Fin de semaine en rose a touts mes amis!

3 comentários:

sérgio sandes disse...

Et la vie sera toujours couleur du rosa...

La ra ra ra ra ra, la ra ra ra ra ra...

Tenho me pegado cantarolando assim, ao acordar...ao dormir...ao sonhar...

Xêrão danado das letras...

mãezinha, anna maria disse...

Pôxa filho,nem sei o que falar sobre tudo isto, só sei que por incrível que pareça, acho que meus pensamentos chegam quase pertinho de você. Estava ouvindo agora pouco uma música linda, cantada por essa francesa. E agora venho em seu blog e me deparo com a foto dela.
Você não existe, tem que mandar fazer outro, rsrsrs... só rindo para não chorar de emoção.
Eu ouvia aquela canção que se chama
"Hymne à L!Amour"
Tem uma outra canção muito linda "Mon Dieu". Esta canção me emociona muito pelo que ela diz, quando pede a Deus para deixar um pouco mais o seu amor, por um dia, por mês... Sniff...
Já é tarde, vou me deitar. Já estamos na segunda-feira.Beijos com saudades.
Sua mãezinha saudosa, ANNA MARIA

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Mãe: É ou não é pra gente ter orgulho por tão variado gosto musical? "Hymne à L'amour" era a que ouvia neste sábado, à noite. Estamos super conectados, apesar da geográfica distância!

Agora, uma correção: a mãe é que, talvez, não exista como existem alguns. És mágica... voilá! Trés magique par moi! C'est ça!

Serginho: La ra ra ra ra ra, la ra ra ra ra ra... (risos)

Eu me pego te observando daqui em rodopios pela sala, pisando o colchão, essas coisas que só os livres compreenderão. Cante, cante e cante a vida, os presentes que dela recebemos e tudo o mais! Cante, arretado!

La ra ra ra ra ra, la ra ra ra ra ra...

...

Related Posts with Thumbnails