terça-feira, 4 de novembro de 2008

O que nos basta no agora


Para começar bem um dia com ventura estonteante, após as ondas procelosas nos oceanos-de-mim, inquietando-me com barcos e velas, ouvi-me dizer no canto das sereias: “eu não preciso passar por isso”.

A vida vale toda a espera, seja ela qual for, aprendendo nos segundos de todas as fases a lição que um dia o Senhor das Histórias – nas palavras do filósofo Rubem Alves – calhou a ensinar: não vos inquieteis com o dia de amanhã - o futuro que ainda não veio -; basta a cada dia o seu próprio mal”.



Dedicado a todos os amigos que me amam e são correspondidos:



“Ai quem me dera ouvir o nunca mais
Dizer que a vida vai ser sempre assim
E finda a espera ouvir na primavera
Alguém chamar por mim...”
Vinícius de Moraes





Nota: a imagem acima intitula-se “Heartbeat” (batida do coração). Autoria desconhecida. Um êxtase para quem curte o segundo-eternidade de cada gesto terno e simples.

20 comentários:

HAIRYBEARS disse...

ADOREIIIIII

A FRASE DO VINÍCIUS DE MORAES




HAIRYBEARS
http://hairybears.blogspot.com/

ladyneide disse...

Maninhooo queriiido!

Obrigaaada por tornar a minha terça-feira tão especial! :)
O meu dia encontra-se infinitamente azul... e o sorriso de orelha à orelha!!!:)


P.S:tem crase?...Se "NÃO" desconsidere-a (rs)...huahauahauaha

Um MEGA beijooo, querido!!!
Fique com Deus!!!

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Hairybears:

Realmente é de uma sabedoria extraordinária, não?

Valeu pela visita!

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Neidinha:

Maninhaaaa amada!

Estamos em nuvens no cenário do azul de alegria!

O
B
R
I
G
A
D
O

Sorriso, IGUALMENTE, de orelha a orelha! A terça-feira entrou para a história!

Permaneça sob os cuidados da Luz direta da Fonte!

Beijão!

...

Robson disse...

Uma feliz espera!
grande abraço

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Robson:

Obrigado pelo carinho das palavras, amigo.

Feliz espera para TODOS nós, pois há muitas formas de espera em nós, tal qual o texto sugere, sobretudo a espera em saber que TODAS AS COISAS contribuem para o nosso BEM...

Nosso bem FELIZ...

Abração!

...

O Pequeno Diabo disse...

aiai
hj eu tb tow taum feliz

dia tah lindo
xx

Alex&Elisa disse...

Nossa...primeiro que amei os textos...seus elogios foram super gentis, mas supervalorizaram nossas conversas e nem de longe mereciam tanto (ainda mais quando se escreve como vc).

Segundo, já achei você sexie...

Terceiro, já quero namorar (afim?)

Quarto...não vou dizer quem sou...hahaha...adoro brincadeiras.

Beijos e abraços

[Farelos e Sílabas] disse...

...

O pequeno diabo:

Hummm... que bom saber que os ventos sopram como BEM-QUERER por caminhos que só eles conhecem...

Segure o sol no aconchego até a lua chegar. Depois, namore-a sem preocupações. O dia permanecerá lindo!

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Ao casal:

Huahuahua! Não precisa dizer... a mim não fará importância a identidade! (risos)

Obrigado pelos elogios. Já estou saindo do azul para o “red faced”...

Volte outras vezes... as portas estão destrancadas.

Para ambos (os leitores).

Idem, bj e abraço.

Plurais!

...

Alex&Elisa disse...

hahaha (ótima resposta e o fora mais polido que leve-i (-vamos?!).

Impossível não amar um amante da Maria Callas...

Voltare-i (-mos) sempre que possível...a leitura é boa...azul ou vermelha (muito embora eu -singular; prefira os tons pasteis com pinceladas fortes de vermelhos intensos...).

Um beijo (ummmmm) gentil, ao vento, sem porto ou textura e definitivamente marcante!

hohoho

Marcos Freitas disse...

Adorei o seu blog, lindo, informativo, e com conteudo de qualidade.

[Farelos e Sílabas] disse...

...

O casal:

Hehehe! Preciso sorrir pra cada letra, a “tua”, mesmo que escrevas como casal!

Faz-me bem amanhecer com leituras tão casadas assim... pinceladas fortes com quaisquer cores nas próximas letras. Sentiu que o convite tá feito, não?!

Beijo na mesma sílaba, trocando as letras e formando uma palavra espremida pelo abraço não menos marcante!

Adorei!

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Marcos:

Sua presença só acrescentou as roupas adjetivadas.

O guarda-roupa agora sofisticou-se!
Obrigado pelas palavras!

...

Alex&Elisa disse...

Aceito o convite, já não mais como casal, mas como singular para muitas pluralidade de textos conversas e uma margarita (ou oito)sobre o sol da toscana (é, acabei de ver o filme, de novo)...hohoho

Abraços, eu (singular)

mãezinha, anna maria disse...

É... parece que o comentário que fiz ontem sobre este texto, não foi aceito. Não entendi.
Não falei nada demais, enfim... só deixo um sniff...
Beijos.

[Farelos e Sílabas] disse...

...

O casal (será?!):

Aceito as possibilidades, as trocas do que nos for plural, exceto a margarita, pois não bebo. Mas um singular a menos ou a mais, convenhamos, não mudará a sintaxe de nossa prosódia, não é verdade?!

Abraços plurais para alguém tão singular que voltou...

E gostei!

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Mãe:

É... parece que a mãe não leu o comentário especialmente terno que lhe dediquei no post sobre “O que é imoral?” (Encontros e despedida). Corre lá e leia. Nem sempre me inspiro com tantas palavras todas elas só pra você!...

Quanto a qualquer outro comentário para este texto, sinceramente, NÃO chegou a aparecer. Ainda. Se tivesse chegado, aceitaria porque sei que sempre saem coisas incríveis de seu coração materno...

Beijo cercado de esperança em te ler num comentário neste texto aqui também!

...

mãezinha, anna maria disse...

Meu lindo, é claro que li o seu comentário naquele texto "O que é imoral" e agradeço de coração toda ternura expressa em cada palavrinha.Sinceramente,não mereço.
Quanto ao comentário que havia feito sobre este pequeno-grande texto,realmente ele não apareceu,não sei porque,algo aconteceu.
Não tem importância,meu anjo pois é sempre gratificante para mim ler seus textos e quanto a este eu senti que algo aconteceu, mas pela Graça do Pai já passou e tenho certeza que você já se aquietou, não é mesmo? Conheço o presente que Deus me deu em 2000.
Agradeço pela dedicatória pois sei que faço parte de todos os amigos que te amam.

Como você falou de Rubem Alves, deixo uma poesia de Cecilia Meireles que ele colocou em um de seus textos "Jardim"

"No mistério do Sem-Fim,
equilibra-se um planeta.
E, no planeta, um jardim,
e, no jardim, um canteiro:
no canteiro, urna violeta,
e, sobre ela, o dia inteiro,
entre o planeta e o Sem-Fim,
a asa de urna borboleta."

"(...)somos a borboleta. Nosso mundo, destino, um jardim".

É isto aí meu filho, gostaria de escrever muito mais, porém fico por aqui deixando um pouco da minha ternura para você.
O meu carinho é todo para você, carregado de muitos beijos que vão saindo de BH para chegar aí nessa Travessa e bem devagarinho adentrar na casinha que amo tanto e deixando cair sobre você todos eles.

Sua mãezinha saudosa.
Anna Maria

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Mãe:

Ah, como não se apaixonar por tudo o que escreves!...

Salvei a linda poesia para no tempo oportuno publicar aqui... sei que valerá à pena!

Mãe é mãe... o resto é qualquer outra coisa. Que fique bem claro!

Te amo além das palavras.

Beso não menos terno.


...

Related Posts with Thumbnails