quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Concordâncias verbais


"Essa tribo é atrasada demais...”


(Uma amiga, anteontem, citando os versos de Gabriel O Pensador, quando lhe disse que a Igreja Cristã vê, na prática, putas, malandros, bêbados, gays, lésbicas e maus afamados em geral como subcategoria. Impossível tal subcategoria fazer parte dela enquanto subcategoria, ou seja, o paradoxo do discurso do Evangelho. Ela, perplexa, repetiu o refrão pra eu ouvir... considerei profético!).





“Nietzsche estava certo: Deus morreu! O Deus-projeção-nossa morreu!”


(Um amigo clérigo, anteontem, mostrando à sua comunidade como “Deus” pode ser encontrado em muitos rostos pedindo esmola nas esquinas, passando fome, encarcerado, vitimizado por vários preconceitos, desabrigado, nu e miserável).

7 comentários:

Robson disse...

Óbvio, uma igreja contaminada e que exala pelos poros triunfalismo, prosperidade "a la americam dream".Cheia de muitos panos e rabos pra se esconder e sentar sobre eles.Onde o que é certo varia de acordo com as conveniências de quem as dirige, o que gera uma deturpação da simplicidade e amor incondicional que é doe a quem doer a base do cristinismo puro e simples...
se me permite, gostaria de Terminar esse comentário, citando
brennan manning no seu maravilhoso livro "O evangelho maltrapilho"

===================

O

evangelho maltrapilho foi escrito com um público leitor específico em mente.


Este livro não é para os superespirituais.

Não é para os cristãos musculosos que têm John Wayne como herói, e não a Jesus.

Não é para acadêmicos que aprisionam Jesus na torre de marfim da exegese.

Não é para gente barulhenta e bonachona que manipula o cristianismo a ponto de torná-lo um simples apelo ao emocionalismo.

Não é para os místicos de capuz que querem mágica na sua religião.

Não é para os cristãos "aleluia", que vivem apenas no alto da montanha e nunca visitaram o vale da desolação.

Não é para os destemidos que nunca derramaram lágrimas.

Não é para os zelotes ardentes que se gabam com o jovem rico dos Evangelhos: "Guardo todos esses mandamentos desde a minha juventude".

Não é para os complacentes, que ostentam sobre os ombros um sacolão de honras, diplomas e boas obras, crendo que efetivamente chegaram lá.



--------------------------------------------------------------------------------


Não é para os legalistas, que preferem entregar o controle da alma a regras a viver em união com Jesus.

O evangelho maltrapilho foi escrito para os dilapidados, os derrotados e os exauridos.

Ele é para os sobrecarregados que vivem ainda mudando o peso da mala pesada de uma mão para a outra.

É para os vacilantes e de joelhos fracos, que sabem que não se bastam de forma alguma e são orgulhosos demais para aceitar a esmola da graça admirável.

É para os discípulos inconsistentes e instáveis cuja azeitona vive caindo para fora da empada.

É para homens e mulheres pobres, fracos e pecaminosos com falhas hereditárias e talentos limitados.

É para os vasos de barro que arrastam pés de argila.

É para os recurvados e contundidos que sentem que sua vida é um grave desapontamento para Deus.

É para gente inteligente que sabe que é estúpida, e para discípulos honestos que admitem que são canalhas.

O evangelho maltrapilho é um livro que escrevi para mim mesmo e para quem quer que tenha ficado cansado e desencorajado ao longo do Caminho.


Brennan Manning

Nova Orleans

Abração e um ótimo dia pra vc meu querido amigo.

Adriano Queiroz disse...

Nunca imaginei que vc já foi catequista e sua forma de cativar as pessoas era bem mais que interessante, era genuína.
Silverchair na igreja, surpreende.
Vc deve estar fazendo falta lá pra rapaziada, hein.
Apesar de eu não sou nada nada religioso.
Ao longo da história vimos todas as injustiças e barbáries que são feitas por religiosos e em nome da religião, estes discursos discriminatórios infelizmente ainda perpetuam.

Abração.

mãezinha, anna maria disse...

Meu lindo, estava lendo o comentário do seu amigo Robson e encontrei em suas palavras a Graça Maravilhosa do Pai e amei algumas citações dos livros de Brennan Manning.
Eu já li "O Evangelho Maltrapilho" e "A Assinatura de Jesus". FANTÁSTICOS.

Neste último livro, Brennan diz:

"Não quero a religião dura e visceral que preferiria como herói Clint Eastwood a Jesus, nem a religião especulativa que tende a aprisionar o Evangelho nos salões da erudição; tampouco a barulhenta e indulgente religião traduzida em apelo grosseiro à emotividade. Anseio por paixão, inteligência e compaixão numa igreja sem arrogância, que acene gentilmente para que o mundo venha e desfrute da paz e da unidade que possuímos pela presença do Espírito Santo em nosso meio".

Gosto muito do Max Lucado e ele fez o seguinte comentário sobre este último livro que li:

"Manning faz um excelente trabalho ao soprar a poeira da teologia gasta e permitir que a graça realize o que apenas a graça de
Deus pode fazer: ser admirável!"

Outro comentário de Eugene Peterson:

"Tanta religião nos é transmitida como más novas ou novas insípidas que ficamos imensamente gratos quando ela é comunicada de forma revigorante como boa nova. Este é um retrato empolgante e acurado que nos informa inequivocamente que o Evangelho é bom, ofuscantemente bom!"

Um recadinho para seu amigo: Diga a ele, se ainda não leu "A assintura de Jesus", leia, pois é maravilhoso.

Meu anjinho, me desculpe entrar nos comentários de seu amigo, mas gosto demais deste autor Brennan.

Um beijo bem grande, maior eu acho que você nunca recebeu, então se prepare para recebê-lo, com todo respeito e ternura, na sua bochecha linda e fofinha.

Sua mãezinha mineira que o Papai do Céu te deu, e que eu quero cuidar com maior carinho do mundo.

Su madrezita que te ama mucho, ANNA MARIA

Alex&Elisa disse...

Um...ainda zonzo...

Fiquei sem palavras (vinda de mim, essa frase parece absurda).

Você com uma manhã e tarde, e eu na noite...

Um...perdido, eu.

Bom, beijinho de esquimó; abraço demorado de saudades e reticências...

Alex-o-eu-teu-zonzo

mãezinha, anna maria disse...

Filhote, esqueci de citar um livro do Brennan "De maltrapilho para maltrapilhos". Este será meu próximo presente para mim mesma. Sempre entro na Ed. Mundo Cristão para ver as novidades deste autor e fico maravilhada.

Tem um outro que será adquirido assim que terminar o que estou lendo: "Falsos, metidos e impostores". Deve ser ótimo, mas vou segurar minhas mãoszinhas por enquanto.

"O impostor que vive em mim" é muito bom também. Eu comprei e dei para seu mano Chico. Sei que é bom porque o Chico comentou comigo quando estive em Brasília.

Seu maninho Luiz tem alguns também, é uma leitura preferida dele, ultimamente. A Graça do Pai está nele e isto é gratificante.

Filho, fico por aqui. Este é o segundo comentário que faço, a respeito do que você escreveu, pois a cada dia aprendo mais e mais com a Graça do Evangelho de Jesus.

Amanhã cedinho o Chico chega. Vem de avião, isto se tiver jeito de aterrisar, pois a chuva de hoje não deu folga e o céu está bem carregado de nuvens pretas. Tomara que chova, pois é uma delícia dormir ao som da chuva caindo... que delícia!

Muitos beijos saindo das bandas de Minas Gerais e indo cair sobre a casinha mais linda que conheço e indo direto para este rosto lindo do meu filhote RICARDO. Te amo ou amo-te. Dá no mesmo, rsrsrs...

Thiago Ya'agob disse...

Bom dia! (Ainda não sei seu nome).
Interessante esta postagem. Abrangente, na verdade.
Falar sobre religião é atirar no escuro. Cada qual sentirá suas dores ou prazeres em discuti-la.
Achei os dois textos com uma reflexão profunda. Fez-me pensar de forma, repito, abrangente.
Eu prefiro o Deus Criador do que a criação do homem, ou seja, apego-me nEle e não no que dizem sobre Ele.
Um ótimo final de semana.

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Robson:

O evangelho maltrapilho. Esta obra é encantadora (apaixonei-me só pelos relatos quando me falaram dele, coisas que uma mãe passou para o filhote há anos atrás; aliás, ela mesma comenta alguma coisa a mais neste mesmo post).

Ela, a tal instituição, é reflexo de muito empoeiramento ao longo dos séculos. Tanto pó que a cegou na pior cegueira – o não-reconhecimento de sua miséria e vaidade!

É por isso que me vejo filho do vento, longe das estatísticas apresentáveis, no exemplo ensinado a Nicodemus (Jo 3,8). Simples, não? Como, aliás, tudo Nele...

Abração, meu querido amigo!

...

Alex-achado-em-si:

Foi apenas um momento
(o ficar sem palavras,
a perdição, a vertigem). Teu.

Após uma respirada – inspir-AÇÃO – o chão mostrou-se firme!

Nossas certezas são palavras assim, firmes como o dia, a tarde e a noite...

...

Mãe:

És uma aprendiz com fome de viver!
Quanta cor encontro em ti! Meu Deus!

Adoro te ler quando diz que vais segurar tuas mãozinhas... lembra que vivia te dizendo isso? E a tua carinha em resposta, lembra? Com biquinho e tudo... um anjo!

Anotei um monte de boa dica pra leituras futuras (estou lendo aquele do Gondim que me deste).

Beijos com biquinho e tudo, coisas do filhote! (rs)

...

Thiago:

Boa noite, meu caro. Prazer, sou Cardo. Concordo com as letras que deixaste aqui.

Quanto à tua preferência Naquele-que-é-amor, fazes TUDO.

É tão SIMPLES! Pra que fazer mais?
Valeu pela vinda e por tudo o mais!
Ótimo final de semana!
Igualmente!

...

Related Posts with Thumbnails