sábado, 15 de novembro de 2008

Notinhas públicas de um feriado


Peguei no lápis, fiz a ponta mas quebrou. E o que acaba quebrando é a vontade. Sem problemas, anoto na memória o que queria numa folha qualquer. Ligo a TV, mas o que me dizem é que as bolsas pelo mundo também quebram. A economia mundial tá quebrando. “Que porra é essa?”, diria um personagem profético da contemporaneidade. O que não se espera é que o dia quebre. A manhã tá azulzinha, nem há falhas nas nuvens. Acabei de varrer a casa e de espirrar também. A rinite alérgica ainda me quebra dia desses. Guardei todo o material de limpeza, lavei a alma num banho de chuva artificial e cantei Roberta Sá. Nada literalmente, por enquanto. Toalha em punho, seco os fios de cabelo. Aproveito e dou uma conferida no calendário. Feriado nacional: 15 de novembro.

A proclamação é da República. A coisa é pública, portanto, res publica! Se a res (coisa) é pública, então que seja minha enquanto dure. E que faça conforme o que penso, logo existindo. Haja luz, sou o criador! E surja luz sobre a penumbra. E que se dissipem as contrariedades pra que, enfim, a unanimidade burra tão rodriguiana se estabeleça no susto.

Haveria alguma coisa mais estapafúrdia que o susto da unanimidade? Só a morte desavisada! Não é o caso, pois a coisa, neste caso, é a vida.

Telefone toca, por acaso atendo. Ouço uma amiga dizer que tá se desenrolando dos problemas das gentes, todas elas. O que ela quer, me diz, é cada vez mais ser inteiramente livre. E desembaraçada do outro, tenha o nome que tiver o outro. “Me dá uma carona nessa viagem!”, foi meu pedido.

Por falar em gente, me chamam à porta. A conversa se interrompe. A gente apaga a boca, manda beijos e tchau. Uma sonoridade de lembranças me acompanha até a sala. Sigo meu dia com ímpetos de palavras inseminadas pela idéia da liberdade. O tempo percorre as estradas dos ponteiros. Olho e confiro que a tarde chegou. Há tarefas pra serem realizadas. Desisto por algum bom motivo, qualquer um, nem sei. Corro, atropelo-me e alcanço a derradeira sonoridade de uma lembrança que ficou. Quem disse que estou sozinho? Convido-me à minha própria companhia. Será que é pedir muito? Respondo-me com olhar feliz de sobrevivência. Saio pulando pela casa. Eu me disse ‘sim’! O dia nem de longe arrasta a noite até a janela. Tudo está em perfeita harmonia. Sem rachaduras. Sem quebradeiras. Bem sei que ainda haverá tempo pra me curtir mais. Que belo dia de hoje!

...

Por falar no que é belo, notinhas pra refrescar os sons nesta manhã:


“Alarmes já pararam de apitar
O telefone celular descarregou
O aeroporto tá sem teto
E a moça da tv prevê silêncios e nuvens
A firma que eu trabalho faliu
E o governo decretou feriado amanhã no Brasil
Será que é pedir muito?”

Roberta Sá in “Belo estranho dia de amanhã



47 comentários:

HSLO disse...

Você como sempre___é perfeito em seus escritos. Gostei demais viu.

Tenha um bom final de semana.

Te gosto.

[Farelos e Sílabas] disse...

...

HSLO:

Você e suas palavras-bombons pra gente mordiscar agradecido!

Ainda engordo com amigos assim...rsrs...

No mais, anota aí: é recíproco!

...

ladyneide disse...

Por falar no que é belo...

Hoje enfeitei a minha janela com as mais belas flores do campo, pois, sei que são nossas favoritas.:)

Creio, que a qualquer instante terei a sua doce e adorável companhia novamente. Fico felizzz só em pensar...:)

Ah, que saudaaade docê meu vagalumaninho querido!

Beijo, beijoo, beijosss...todos infinitamente azuissss!!! ¬ ¬'

Alex&Elisa disse...

Sua foto quebrou a minha saudade, ó...hohoho

O sono me impede qualquer comentário engraçado (ou de qualquer espécie...). Só renderei elogios à sua nova foto (inteira pela primeira vez - se mostras por inteiro também pela primeira vez?!).

Lindo, inquisitor, charmoso e decididamente apaixonante (é...)

No mais, muito mais...beijos, abraços e algo suspirado ao pé do ouvido...hohoho

eu-seu-nosso

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Neidinha:

Já tens a companhia-presença deste amigo-maninho, seja à distância, seja no pensamento, não importa. Todas as estradas levam ao coração de quem espera feliz!

SAUDADES.com.br é o site mais acessado quando quero relembrar os(as) que me são especiais... você, mi Madrezita, tanta gente...

Beijos no plural azul só pra combinar com o cenário: céu de esperança e janela enfeitada!

Maninho

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Ao eu-quase-mistério:

E o comentário quebrou o silêncio, o teu e – por que não dizer – o nosso!

Sempre me mostrei por inteiro, não costumas me ler? Será fácil identificar. “Farelos dentro”, “Farelos fora”, entre outros links estão lá pra serem conferidos. Agora, se te referes à imagem, trata-se só de uma imagem. Inteiro é quando a gente abre a boca pra falar do que o coração tá cheio...

Beijo contando sílabas de GRATIDÃO. É sempre bom vê-lo(a) por aqui!

(rsrs)

...

mãezinha, anna maria disse...

Filho vim aqui só para deixar o meu beijo terno e dizer... nada, apenas um beijo de saudade.

Su madrezita que mesmo sem palavras, em silêncio, te ama muito.

Serginho Tavares disse...

quero saber de você
sem verso
e sem prosa
apenas quero saber de você
te amo
assim
MUITO

Leonardo Werneck disse...

Mostrou o dia a dia de forma quase poética.

Rinite alérgica? faço parte do time!


abraços

Adriano Queiroz disse...

Muito bem escrito e um layout bonitão.
Fiquei envolvido na narrativa, tem expressões deliciosas como " A gente apaga a boca, manda beijos e tchau."
Eu tb adoro me fazer companhia.
Gostei muito daqui.

Abraços.

Garota Mascarada disse...

Vim conhecer, gostei, fiquei, li, saboreei e voltarei.
Tão doce tudo aqui, tão bonito, sentimental, rimado...
bjo

O Pequeno Diabo disse...

sempre q eu venho aki venho espereando ler algo interessante

e dessa vez nd quebrou minha esperança
ainda bem

eh d liberdade q a gente precisa msm
e de cantar rberta sá no banheiro

vou t mandar a real: lindo demais
xx

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Mãe:

Beijo com todas as palavras ditas no silêncio! Pra que dizer mais nesta hora?

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Serginho:

Já o sabes.
E tem vírgula,
E não ponto.
A história
Nunca
Acaba,
Amigo!

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Leonardo:

Hehehe! Essas rinites se multiplicam sem muita poesia...
Abraços, estes sim, em versos de volte mais vezes!

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Adriano:

A melhor companhia é consigo. As demais, são ajuntamento. Solene, íntimo ou despretensioso. Dependerá do outro-alguém e dos adjuntos nominativos de nossa história...

Mas, fica aqui o pedido da conta neste bar. Quê? Nada a pagar, só a acrescentar. Visitas que virão. Entendi. Entendeste?

Valeu, rapaz!

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

O pequeno diabo:

Não espere, apenas venha. A gente semeia é pertinho da terra, seja ela que solo for...

Mando outra real – duas realidades, portanto: bomlindodemaisteleraqui!

...

Robson disse...

A vantagem de fazer-se companhia, implica diretamente em não ter medo de se conhecer...
E uma das grandes vantagens disso, - além do valor intrínseco -é poder mergulhar no outro sem perder o caminho de volta...
Abraço meu amigão

Ps:O superlativo se auto-explica

Dama de Cinzas disse...

Obrigada pela visita e pelo carinho!

Beijocas

Christi Xavier disse...

Amigo, posso já te chamar assim ? Serei uma. O que é esse espaço MARAVILHOSO que tens aqui querido ???

Estou assim... igual criança, vasculhando tudo, to entrando, to entrando.... lindos escritos, ainda é o início de muita admiração, já presente.

Grande beijo,
Christi.

Duda Martinez disse...

Vai aí meus farelos para você: Adorei seu Blog. Amei sua visita. Apareça sempre!
Beijosss

Dany disse...

Linda narrativa para um simples feriado num dia de sábado, que pra mim não fez a menor diferença, mas pra vc, fez toda, né?!
Super beijo...
Lindo texto!

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Robson:

Falou com maestria. Diante de sua regência, me pego sem batuta apenas no carinho de sempre. De sempre! Valeu, amigão (superlativos apenas pra condensar as adjetivações).

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Dama de cinzas:

Imagina! Num tem dikê!
Beijões!

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Christi:

Pode sim, amiga! Já me encontro dentro do mesmo vocabulário! Hehe!

Espero que depois de tanta viagem às sílabas e aos farelos sobre tempo de vir aqui pra ler isto: AMEI ter conhecido o blog; mais ainda, pelo retorno.

OBRIGADO!

Beijo em ritmo crescente!

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Duda:

Aparecerei sim. Anote mais este farelinho carinhoso! Beijo!

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Dany:

Acabou fazendo, né?! Hehe!

Ficaria rasgando seda para teus textos, pois são ótimos de serem lidos.

Porém, neste momento, prefiro apenas registrar isto: Obrigado pelo carinho que vestiu cada palavra!

Beijões (porque no plural fica melhor).

...

Adriano DiCarvalho disse...

Vim retribuir a agradável visita que me fez outrora, de repente esqueci a que vim, começei a me perder pelos várioooossss posts que li aqui, fiquei com vontade de comentar em mais de um, mas como fui emendando um ao outro, acabei emendando também as idéias!rs
Que barato! Que maravilha de lugar!
--------------
Vim apenas com o fim de dizer um 'muito obrigado pela visita e um volte sempre', e acabo por me ver obrigado -e graças- em dizer: 'muito obrigado pela visita e pela possibilidade enriquecedora e feliz de conhecer sua escrita, meu jovem! Sim, preciso pedir que volte sempre - e será sempre muito bem vindo- mas, peço licença para que eu também volte sempre pra cá... Teu cantinho me fez bem, aguçou minha leitura e minha ânsia por boas idéias. INSPIRADOR!'
----------------
Como já disse, vim despretenciosamente agradecer pela visita, e agora,'que louco!', preciso te dizer que te linkei e mais que isso. Vc é o meu LINK DA VEZ lá no NOSSO LINK DIRETO.
---------------
Abs, maninho!

-------------

sp disse...

Gosto TANTO de ti!!!

Um abraço assim*

Sieger disse...

Uau, q texto perfeito!
Eu não confio na minha memória...
Um abração!

Lê... disse...

Olá!

'eu me disse sim"!
Taí,tem coisa melhor que olhar pra nossa cara,nossos desejos e dizer SIM pra gente mesmo,e melhor ainda, qdo o mundo nos diz não???rs
Adorei o texto.
Te vi na Vanna e vim conhecer sua casa!

Boa semana.bjo

CARLA ROCHA disse...

Belos textos de vida, inteiros, transparentes! Parabéns! Coincidência ou não, estamos ouvindo a mesma trilha sonora: Roberta Sá! Grande abraço, semana iluminada.

Vanna disse...

Gosto muito d quem sabe jogar e brincar c/ as palavras e vc fez isso c/ perfeição.
Obrigada pelas palavras e q bom q tb vim.
Abraços, ótima nova semana.

HAIRYBEARS disse...

AMEIIIII

O POST

BEIJOSSSSSSS



HAIRYBEARS
http://hairybears.blogspot.com/

Violeta disse...

Adorei o texto e tua presença no Quintal foi uma surpresa !
Beijos e obrigada
.

mãezinha, anna maria disse...

Filhote, só agora consegui ler todo seu "post" e achei um barato! Realmente você vive, você sorri, você fala ao telefone, atende porta, limpa casa, toma banho e consegue ainda dizer:"Convido-me à minha própria companhia".
Eu não consigo mais fazer isto, acho que o susto foi tão grande, em agosto passado, que hoje ando meio "lerda", coisa que nunca fui, mas... sempre chega um momento que de stress, de tristeza, etc...
Ainda mais que neste mês de novembro foram duas datas saudosas para mim, o dia 09 e o dia 15.
Mas, tudo passa nesta vida e quero expressar, em poucas palavras, o meu agradecimento pela cartinha de ontem. Emoção e muita, mas nada que não fosse bom para mim.
Você é especial e muito importante na minha vida e quero que saiba disto, sempre.
Cuide também da sua rinite, sabe que não pode com poeira.
Um beijo cheio de ternura e de amor maternal.
Su madrezita que te ama mucho, ANNITA

Robson disse...

Hoje acordei com vontade de ter vontade de dar saltos de alegria...
Abraço meu amigo

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Adriano:

Gostei do “sempre”, foi a palavra quem me saltou dos olhos. Façamos o seguinte: a gente sempre se verá, tanto lá quanto aqui. Minhas palavras não costumam mentir (só quando insistem em alguns “nunca”).

...

OBRIGADO pela inspiração para um novo dia, meu caríssimo. E por quê? Porque acabei de linkar o que já era preciso.

...

Abraço DIRETO e certeiro no teu abraço, maninho!

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Sieger:

Eu ainda estou no processo. Teimo na com-FÉ-ança.
Prefiro o olhar. Nele, confio...
Abraço! E volte sempre!

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

sp::

Abri o dicionário. Tropecei. Foi-se ao chão.
Abriu-se sem querer. Letra “I”.
IDEM. E me fez bem!...

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Lê:

As portas estão abertas. Entre. Refestele-se.
Aceita um copo de sonhos?
Um brinde. À sua vinda!
Boa semana pra ti!
Obrigado no mais!
Beijo singular!

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Carla:

Ela me fala de janeiros até quando estou em novembro!
Suas palavras me semearam contentamento. Obrigado!
Saí ganhando: mais um ser de luz no caminho!
Semana IGUALMENTE i-LUZ-minada!

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Vanna:

Veio e fez a DIFERENÇA.
Viver causa esse impacto.
A gente sempre semeia.
Eu colhi tua presença!
E floresci em
O
B
R
I
G
A
D
O

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Hairybears:

Sua presença é bem-vinda.
Volte sempre nos plurais!

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Violeta:

Voltarei tantas vezes quanto a primavera permitir.
Violetas na janela, agora violetas no Quintal!
E olha que não sou beija-flor...
Beijo iluminado!

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Mãe:

Linda demais! Tudo passa nesta vida, disseste.
O amor é que jamais sucumbe.
As memórias que o digam...
Tenho fugido das poeiras.
E me aproximado
Do teu carinho!
Bj!

...

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Robson:

Realize. Convide-se. Valerá à pena.
Precisa de mais companhias?
A vida teima em acontecer...
Abraço lá no alto
(enquanto salta)

...

Related Posts with Thumbnails