terça-feira, 21 de julho de 2009

Rabisco de terça no pé da agenda



Hoje amanheci mais cansado que ontem. Não se trata de um cansaço puramente físico, deve ter lá seus contornos emocionais. Deve, não. Estou convicto que sim. As obviedades estão me cansando os olhos. Pelas ruas vejo pessoas, anônimas porém repetitivas. A estranha impressão é que o filme já foi visto muitas vezes. Naquele programinha dito de relacionamento, então, - Orkut - a coisa parece assumir dimensões tsunâmicas. É sempre a mesma coisa, mudam-se apenas os dias. Em geral, via de regra, é sempre os mesmos olás, bons dias, boas tardes, passando aqui pra te desejar bom "findi", saudades, e etc. Em se tratando de um filme já visto, confesso que não sei onde pus o controle remoto, mas vontades me persuadem a procurar a tecla "stop" e pôr um basta a tanta repetição. Gozado. Reli o que acabei de escrever e já me pus a sorrir com o dito. A gente acaba projetando o que sente do lado de dentro, daí porque o ditado milenar extraído dos Evangelhos nos lembrar que “a boca fala do que está cheio o coração”. Na linguagem dos autores bíblicos o entendimento acerca da figura do coração era o que prevaleceu até meados do século XIX, ou seja, o centro das nossas emoções. Sei que há coisas novas se refazendo todos os dias. O recomeço, sempre e sempre, como já dizia a mestra Cora Coralina, é tal qual uma arte. A arte do bem-viver. Por essas e outras que ainda não sucumbi. Sou teimoso por natureza. Quando o cansaço parece inflamar a vontade, qualquer que seja, salto me lembrando dos versos que me inspiram e dos quais eu mesmo sou pai: retirem-me qualquer coisa exceto a capacidade de sonhar e de sorrir com as coisas simples na vida. Bom, já chega. Vou guardar a agenda pra amanhã soltar mais sorrisos do que hoje escrevi. Foi apenas um rabisco. Querem saber? Como parte do processo, nem vontade tenho pra apagá-lo. Bom que seja assim...

3 comentários:

Evarist disse...

Descobri seu blog "zanzando" por aí...
Identifiquei-me com muito do que escreve (embora, obviamente, não tenha lido todo seu blog!).
A respeito deste post, por vezes também ponho-me a pensar acerca desses sites ditos "de relacionamento". OIs, OLÁs, BONs DIAs, e fica por isso... Entro no msn de vez em quando e tem um mundo de gente online...
Parece que as pessoas hoje em dia optam apenas em ficar no virtual. Não por medo de exposição, acho que pelo medo de se envolver. Perco eu, perde vc, perdemos todos nós! O tempo passa, irremediavelmente. E o tempo perdido não volta jamais!
parabéns e um abraço!

[Farelos e Sílabas] disse...

===

Evarist:

Rapaz, as portas estão abertas. A casa tem varanda e muitas palavras pra se refestelar. Sê bem-vindo!

Quanto ao comentário, lanço tuas palavras ao ar. Sei que houve uma sintonia com o sentido dado ao texto. Obrigado pela compreensão. É por aí mesmo. O virtual se põe como muralhas que se interconectam porém sem se tocar. Ao gosto dos que se propõem a isso!

De fato, como se perde!

Abraço!

===

Mãezinha Anna Maria disse...

Engraçado, como tudo muda em nossas vidas... Me lembro te ter comentado com você a respeito do MSN e do Orkut. Muitas vezes, eu mesma já quis parar de escrever nesses programinhas porque acabam por cansar a "beleza" da gente. Porque digo isto. Simplesmente porque antes era mais legal quando nos comunicávamos através de e-mails, telefonemas, etc... Aí a saudade cessava, os olás, bons dias, boas tardes, passando por aqui para... não eram tão frequentes, mas as circunstâncias foram obrigando a gente a ter comunicação com o "outro" através desses programinhas virtuais que para mim tem sido uma bênção porque é por eles que tenho notícias. Aliás, só o MSN é que deletei do nosso PC porque é realmente um "treco" chato, você conversar, escrevendo.
Era isto meu filho que queria dizer. O Orkut para mim tem sido o melhor meio de comunicar-me.
Beijos!
Mãezinha

Related Posts with Thumbnails