domingo, 30 de maio de 2010

Notinhas do ainda-acontecendo final de semana


Final de semana em pleno gerúndio, ou seja, acontecendo. Talvez por isso esteja agitado, senão vejamos. Sepultamento do pai de amigos de infância na manhã de sexta. À noite, pra despairecer, Teatro de Arena em Copacabana, assistindo ao brilhante texto do professor, filósofo e dramaturgo português Vicente Sanches na peça “África!”. Sábado ao lado de amigos numa programação de alto nível com os professores Luiz Ribeiro e Fátima Almeida, da PUC/Rio, ocasião em que conheci o ex-BBB Jean Wyllys, que, por sinal, é um ser humano carismático e inteligente. Claro, não ficam pra trás o Serginho Viula, que teve ótima participação no debate, nem o Marcinho Retamero, que conduziu tudo com brilhantismo e academicismo inigualáveis.

Entre um e outro dia neste final de semana, ainda arranjei tempo, numa tarde dessas qualquer, ao lado de uma amiga, para cumprir cabalmente minha Missão junto aos idosos de uma instituição asilar. Tudo, diga-se, movido pelo inconfundível prazer de fazer o que me faz bem. Pra mim o amor também carrega esses apelidos, o de fazer o bem sem esperar algo em troca.

Como se vê, meu final de semana até agora não teve balada, bebedeira, nem sequer sacudi o esqueleto ao som de DJ famoso algum. Se bem que, de tempos pra cá, sinto meu relógio biológico cada vez mais resoluto e carrancudo quanto à necessidade de dormir (nem que seja no início da madrugada). Por outro lado, não que todas essas coisas não sejam, de alguma forma, proveitosas (é fato que gosto não se discute, respeita-se!), mas é que a cada dia me dou mais conta que o que me faz bem acaba me lançando para outros rumos. Segui-los, torna-me mais diferente a cada dia. Diferente entre os diferentes e diferente entre os iguais. Diferença não é superioridade, é bom que se saliente pra não exacerbar pretensas vaidades.

Após o debate de ontem à noite [o que o Jean Wyllys também participou], amigos me convidaram para uma esticada numa pizzaria e, de quebra, no aconchego da madrugada, nos braços de uma balada. Recusei a ambos movido pela falta de vontade, o que não deixa de ser sintoma da liberdade que me possui. Minha vontade era a de estar em casa saboreando algumas obras, não entre paredes barulhentas e ao som de hit algum. Ando numa paixonite aguda pelos livros e, particularmente, por uma obra sobre a qual me debruço em pesquisa. Leio até o sono me convidar para ‘nossa’ cama. E assim ocorreu, literalmente. Levei-o pra cama comigo (ou vice-versa, confesso não me lembrar!). Falo do sono, o único que me corteja com êxito.

Por falar em côrte, o Viula e meu amigo chileno Jorgito ainda insistem na tese de doutorado de que estoy solo por mi própio deseo. Era o que diziam no coquetel pós-debate de ontem. Eles sabem que discordo disso. Considerando que os meses têm passado tão rapidamente [ao menos essa é a minha impressão!]; considerando que os programas noturnos que abocanham as horas típicas da madrugada não me chamam mais a atenção; considerando que algumas oportunidades surgem muito mais na “night” que ao longo do dia; considerando que sex appeal é algo que definitivamente não me pertence, creio que dificilmente alguma coisa mudará no reino da Dinamarca. Enquanto não muda, porém, segue o domingo-pé-de-cachimbo com a oportunidade vestida do momento “hoje”. E hoje é o dia pra continuar conjugando verbos no gerúndio até que o final de semana espoque na segunda-feira, aquela acerca da qual o Garfield e milhares de brasileiros não gostam muito.

Bom, tô de saía pra mais uma aulinha no projeto Betel. Domingo ainda promete... É isso, ao menos por agora. Bom domingo a todos!


14 comentários:

Serginho Tavares disse...

acabei de ver no blog do Viula que o Jean é candidato a deputado, que faça um bom trabalho independente de sua orientação sexual afinal ninguém vota em ninguém porque é heterossexual porque deveria ser porque ele é gay?
também acho que você está sozinho porque quer

beijo

CONfeSSo disse...

Ótimo. Como todos os textos!!

Vim somente deixar um oizinho e desejar-lhe boa semana.

abraços

Sergio Viula disse...

Adorei o teu post! Adorei a parte do coquetel pós-debate! É a mais pura verdade: Vc está com tudo em cima, nego! :) Obrigado também pela menção à minha participação de última hora no debate. ;)

Coloquei um post sobre o Jean lá no blog também. Ele é nota 10 mesmo!

Um beijo pra ti e parabéns por escolher os livros. A noite insone já não me atraía havia muito tempo quando conheci o Emanuel. E olha que eu nem estava na noitada quando a gente se conheceu. O encontro foi na minha casa mesmo para uma macarronada num dia de São Jorge há mais de três anos. Como? Um amigo em comum colocou a gente em contato sem qualquer intenção de fazer um par. E tudo acabou acontecendo lindamente.

Conclusão: esteja sempre aberto ao que a vida trouxer. Pode ser uma grande oportunidade. ;)

Uma ótima semana pra ti!
Sergio Viula
www.glsgls.blogspot.com

Robson Schneider disse...

Querido amigo... te entendo completamente.Acho que é isso (...)
Abração

Daniel Savio disse...

Pelo jeito, o teu final de semana está com o sentido de mais coisas a serem feitas...

Mas penso que é uma fase tua, que quer aproveitar para ficar em casa e descansar, pois apenas a tua presença te basta (nada para provar numa balada e coisa do gênero).

Fique com Deus, menino.
Um abraço.

Paulo Tamburro disse...

ÓTIMO!!!

Gosto destes textos intimistas, aproximam a gente e afinal, ficam mais interativos (propiciam mais a interatividade) e dão colorido ao blog, saindo da mesmice e carimbando com a face própria do blogueiro.

Tenho um blog de humor, e esta semana estamos falando de TPM.

Quem sabe vc até goste, não na TPM mas do blog.(rsrs)

Um abração carioca!!!

[Farelos e Sílabas] disse...

===

Serginho Tavares:

Rápido e indolor [rs]:

1. Concordo. Infelizmente muita gente (mesmo!) ainda vota ou não vota porque é gay, porque é evangélico, porque é “a favor” da milícia, etc e tal. Os projetos pouco importam para esses tais. Tem a ver com o nível de compreensão política (algumas vezes, com o analfabetismo político).

2. Ah, você também?! Não! [rs]

Beijão, meu amigo arretado!

===

[Farelos e Sílabas] disse...

===

CONfeSSo:

Que bom! O 'oizinho' tá velendo por um “oizão”! [rs]
No comecinho da semana, fica aqui minha gratidão!
Bom que veio, que leu e que gostou! Abraços!

===

[Farelos e Sílabas] disse...

===

Viula:

Rapaz, rapaz! Já lhe disse que há gentes e gentes, pessoas e pessoas, conforme suas individualidades e seus gostos. Algumas o são para algo a mais; outras, para algo a menos. Detalhe: só são assim porque a si mesmas se propõem dessa forma sem meia palavra! Antigamente me assustava com isso; hoje, já não mais. Fico na minha. Respeitosamente sereno. Além disso, desde a mais tenra idade até a altura dessas minhas cãs, nunca desejei o “algo a menos”. E são pessoinhas assim, as do “algo a mais”, que, sabe-se por que razão, estão entrando em extinção na fauna terrestre. Where they are?

No meu “achismo” pessoal, penso que não é tão simples as you suppose, my dear...

Entretantos... um! E foi assim que Emanuel apareceu! Achei fantástica a naturalidade do encontro [embora esse teu amigo tenha sido perspicaz, ao meu ver! Hehe!]. Fico [mega] feliz pelos 2! For sure!

Entretantos... eu! Uma andorinha só não faz verão... [rs] Eis-me, portanto, no outono, à espera do verão chegar na estação CERTA! [rs].

Quanto ao Jean e à sua participação, permaneço sob a mesma opinião: inteligentérrimos e bons de se ouvir em qualquer lugar!

Obrigado, meu amigo! Boa semaninha pra ti! Vou conferir teu blog, ok?!

===

[Farelos e Sílabas] disse...

===

Robson:

É, meu amigo!... As reticências são mais que pontinhos...

É preciso entender o outro pela dimensão dos seus sonhos, sob aquilo que lhe move o chão de esperança...

Fico aqui com o abraço que lhe dou. Sereno. Esperançoso. Caminhante. Um dia [...]. Com certeza!

Abraço! :)

===

[Farelos e Sílabas] disse...

===

Daniel:

De fato, rapaz. Domingo ainda teve muita coisa legal, gente nova que conheci, troca de conhecimentos e mais outro coquetel que participei. O gerúndio teve fim. Estamos numa nova semana! Que venham mais oportunidades pra crescer humano, cada vez mais humano: errante e aprendiz!

Fico feliz quando vens aqui! Abraço grande, caríssimo!

===

[Farelos e Sílabas] disse...

===

Paulo:

Rapaz, também gosto de oferecer minhas cores ao tom das palavras, à forma do texto, algumas vezes com relatos do cotidiano [aliás, quase sempre!]; outras, apenas com opiniões sobre temas de interesse ou relevância. Mas são apenas formas de se dar forma ao que a gente quer. O importante é ser o tempo todo verdadeiro. E coerente com o que somos.

Fico feliz pela visita, meu caro! Claro que vou dar uma conferida lá no teu blog!

TPM?... Humm... Hehe!

Abração do carioca!

===

Vanessa Monique disse...

Vida agitada hein!
A minha está precisando de agitação tb!
Mudança é complicado...logo,logo,tudo se ajeita.
Obrigada pelas suas lindas palavras.
Espero sua visita!
www.fluem.blogspot.com
:*

[Farelos e Sílabas] disse...

===

Eu é que agradeço, Vanessa!

Sempre é bom visitar a quem se sabe aguardar com belas intenções! E quanto às mudanças, de fato, se ajeitarão. São necessárias e se acertam com o solo do nosso ser!

Beijo!

===

Related Posts with Thumbnails