quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

O mundo, as notícias e as gaivotas




A moça abre o jornal e se impressiona com a falta de novidade. As novas estão se tornando velhas mal acabam de nascer. Detalhe: não são todas elas que nascem. Muitas já se esfacelam na sua notória contrariedade. A que se daria tamanha infertilidade? – é apenas uma divagação latente enquanto folheia as manchetes. Deputados não trabalharam no primeiro dia após o recesso de carnaval. Pouquíssimos senadores – leia-se menos de dez – se aventuraram numa sessão legislativa que iniciou às 14h e terminou antes das 16h. Nesta quinta-feira o Governo anuncia as estatísticas de mortes e acidentes no trânsito em todo o país durante o carnaval, a primeira delas na vigência da “lei seca”. O arcebispo da Paraíba pune com suspensão de suas atividades o sacerdote - Pe. Luiz Couto -, que também é deputado, pois, segundo ele, prega “diametralmente contra a posição do Vaticano”. A moça arregala os olhos e lê uma notinha no pé da página. Em tempo: o sacerdote, antenado com a realidade humana e com a essência do Evangelho – que gera vida e liberdade, e não aprisionamento e morte da própria consciência -, proclama-se a favor do uso de preservativos pelos jovens e da tolerância à diversidade, incluindo-se o direito às uniões entre pessoas do mesmo sexo. Num ímpeto de impaciência, joga aquelas páginas sobre o criado mudo. Desiste de tentar entender a ganância humana, que vai engolindo o outro – pelo engano e pela sede de poder – até tentar ser o outro, roubando-lhe a individualidade, formatando mentes e corações num só pensar e sobre este impingindo-lhe sua própria adjetivação como “certo” ou “errado”, segundo suas próprias convenções. Nada é totalmente novo debaixo dos raios do sol, exceto a experiência de ser livre. Cada qual busque fazer seu próprio caminho. Ela corre, apressa-se em se jogar no trigal que dá por trás de sua casa. É lá que sua imaginação alcança os melhores vôos. Basta ser feliz que o mundo à sua volta se povoa de pássaros. Algumas vezes, de gaivotas. Cada uma delas sendo um ser humano em paz por ser-se sem culpa, bastando-se com o que tem, deixando-se livre pra que a liberdade do outro crie seus próprios ninhos...


_______ dedicado a todos que um dia voaram [e não pararam de voar], não se importando com as vaias nem com as convenções. Viver era mais importante!

15 comentários:

Mãezinha, Anna Maria disse...

Meu querido, amei este texto, pois você mostrou muito bem a situação de um país, dos políticos em geral...realmente são poucos os políticos que assumem de verdade o cargo que assumiu.
Quanto a esse arcebispo da Paraíba,nem sei o que dizer, pois se eu fosse dar a minha opinião, tenho certeza que este comentário não seria aceito, por isto não vou dizer o que penso, é melhor.

O melhor de tudo é a liberdade que o ser humano busca com todas as forças e muitas vezes é tolhido pelo próprio homem, com seus preconceitos.

Filho, no fundo, todos nós amamos a vida, a liberdade. A vida de cada pessoa constitui a história da humanidade e esta história é a reserva apaixonada, com êxitos e fracassos, de uma vida cheia de sentido, de uma felicidade que preenche o coração do homem.

Senti vontade de escrever um pouco mais, pois para mim, está sendo muito importante a LIBERDADE!
Poder voar, ser LIVRE...

Um pensamento de Golda Meir:
"Creio na capacidade de sonhar grandes sonhos e na capacidade de agir para torná-los realidade"!

Ainda voarei pelos ares de BH em um maravilhoso asa delta, muito em breve. Este é mais um sonho para ser realizado.

Um beijo meu filho e parabéns pelo texto.
Su madrezita, ANNA MARIA

"Se avançarmos olhando para o sol (com entusiasmo), as sombras (pessimismo) sempre ficarão atrás".

Serginho Tavares disse...

eu estou vivendo e estou muito feliz
saudades tuas

[Farelos e Sílabas] disse...

...

Madrezita:

Como já lhe conheço um pouco – coisa de filhote – podes ter certeza que sou da mesma opinião acerca do que não disseste! De fato, creio, [eles] não entenderão...

Sim, a liberdade é o grande fim para os “não equivocados”.

Amei Golda Meir, a visionária, por aqui... excelente!

A vida é uma história singular e que não volta atrás!

Beijos enraizados em LIBERDADE!

...

Serginho:

Ah, se saudade pegasse como gripe! Putz!... estou congestionado!
Valeu, amigão-muito-feliz!

...

J. M. disse...

OI, passei para dizer que você foi um dos meus indicados para receber o Selo Dardos. Você merece! Parabens! Passa lá em meu blog para ver a indicação.

http://www.devanneios.blogspot.com/

Dany disse...

Então me sinto agraciada com esse texto, pois o convencional não me agrada e nunca deixo de fazer algo pelo que vão pensar ou julgar... simplesmente vivo e isso é realmente o mais importante, como vc disse!
Bjs

Markus disse...

Olá
Muito obrigado pelas palavras e pelo carinho.
Fica bem meu querido, e bom fim de semana pra ti.

Alex&Elisa disse...

... a vida é simples e divertida... quase sempre dificil, mas ainda assim, simples e divertida...

Bom começo de ano e obrigado pelas mais doces felicitações...Beijos e !!!!!!!

Alex

Tatiana Pinheiro. disse...

"Viver era mais importante!"

Sinto falta disso!

;*

[Farelos e Sílabas] disse...

...

AVISO DA HORA

Retornarei daqui a pouco pra responder os demais farelinhos!

...

JotaSP disse...

sinto a tua ausência____________________
assim_______________

um abraço «««

Sergio Viula disse...

"Que país é esse?" já cantavam os descontentes. E não dá para ficar contente mesmo numa terra em que a indifirença para com o essencial predomina em todas as instâncias de poder.

Vc é inspirador!

Breve nos veremos de novo. Domingo, 29 está chegando. ;)

Deixo um beijo pra ti.

Sergio Viula
www.glsgls.blogspot.com

Desarranjo Sintético disse...

Adorei o texto, está escrito o que muita gente já escreveu, coisas simples, indignação cotidiana, mas o jeito como foi escrito é diferente. Sua palavra de hoje: inovação.
Acho que na selva urbana e no caos interior dos tempos atuais sonhar é obrigatório, se você mesmo sem se importar com os outros, porque? Porque o tempo não perdoa, ainda masi hoje em dia...

Abraços.
Fábio.

David disse...

Incrível esse texto... muito ruim quando paramos de voar não é mesmo?
Isso que nos faz viver...

byfranzao disse...

que lindo!!

JotaSP disse...

Tenho saudades tuas. Sinto a tua ausência__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


vem ~

Related Posts with Thumbnails